Guia online do Usuário v4.0 até v4.10 do DivEs - Diversidade de Espécies

Atenção: Versão atual do software 4.10.345.1912

Atualizar

Tópicos

Diversidade de Shanon-Wiener: v.4.0

Segundo BROWER et al. (1997), para comparar a diversidade de Shannon de duas coleção de dados ou dois levantamentos ou amostras (H’1 e H’2), é necessário calcular a variância para cada diversidade, assim como é feito para a diversidade de Simpson, mas com a seguinte equação:

s^2=\frac{\sum{n_i \times log_{b}^2 \times n_i - \frac{(\sum {n_i \times log_b \times n_i})^2}{N}}}{N^2}

Onde: ni é número de espécies de cada espécie; Logb = logaritmo na base b (2 ou 2,718282  ou 10); N é o número total de indivíduos nos dois levantamentos.O valor de t é obtido pela seguinte equação:

t = \frac{\left|H_{1}' - H_{2}' \right|}{\sqrt{s_1^2+s_2^2}}

Onde: H’1 e H’2 são as diversidade de Shannon-Winer calculadas, e s1² e s2² são as variância das diversidade.

Para comparação com a tabela do teste t-student o grau de liberdade em valor arredondado é dado pela seguinte equação:

GL = \frac{(s_{H_1'}+s_{H_2'})^2}{\frac{(s_{H_1'})^2}{n_1} + \frac{(s_{H_2'})^2}{n_2}}

Como citar este texto:

Rodrigues, W.C., 2020. Diversidade de Shanon-Wiener. DivEs - Diversidade de Espécies v.4.10 (AntSoft Systems On Demand) - Guia do Usuário. Disponível em: <http://dives.ebras.bio.br>. Acesso em: 21/02/2020


Texto criado em: 01/05/2017 - Atualizado em: 15/09/2018

Você é o visitante de número: 3.598